Nome
João Roberto Ripper
URL
Sobre

João Roberto Ripper (Rio de Janeiro, 1953) é fotógrafo documentarista. Fotojornalista autodidata, inicia a carreira no jornal Luta Democrática, passando em seguida pelos jornais Última Hora e O Globo, antes de se tornar um dos fundadores (com Ricardo Azoury e Rogério Reis) da sucursal carioca da agência F4, em 1985. Tem papel primordial na defesa dos direitos e na melhoria das condições de trabalho dos fotógrafos no Brasil, em virtude de militância trabalhista e sindical, na Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro (da qual é vice-presidente, em 1981) e no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro (que preside em 1983).

No início dos anos 1990, trabalhou ao lado do Ministério Público e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) denunciando focos de trabalho escravo em minas de carvão no interior do país e fotografou durante duas décadas a triste saga dos índios Guarani Kaiowá em busca de direitos básicos, como terra, saúde e alimentação. Neste mesmo período cria a Imagens da Terra, entidade sem fins lucrativos, especializada na fotografia documental de denúncia social. É Idealizador do Projeto Imagens do Povo, uma Agência-Escola de Fotógrafos Populares do Observatório de Favelas, localizada no complexo de favelas da Maré, que formou mais de 40 fotógrafos. Desde 2011 desenvolve a oficina Bem Querer onde analisa o trabalho de fotógrafos humanistas e sua importância na quebra de estereótipos e no uso da fotografia como ferramenta de transformação social.

A+
A-