Ninguém é de ninguém

(...) Com beleza e ironia as fotografias captadas nas praias do Rio de Janeiro querem fazer refletir sobre a dualidade público e privado.

Ao utilizar tarjas sobres os rostos de seus personagens, flagrados da forma mais espontânea, Rogério Reis lança um olhar crítico sobre a criação da propriedade de imagem no espaço público em contraponto ao caráter documental da fotografia.

(FONTE: site da editora)

Identificação
Título
Ninguém é de ninguém
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2015
Número de Páginas
96 p.
ISBN / ISSN
9788567854700
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Edição
Design (Projeto Gráfico)
Impressão (Gráfica Principal)
Outros
Forma Física
Largura (cm)
24
Altura (cm)
24
Tiragem
1.500
Tipo de capa
Dura
Tipo de Papel
Garda Pat Kiara 135g/m2 (miolo) Munken Lynx Rough 120g/m2 (miolo)
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Notas de idioma

Textos em português, francês e inglês.

Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
A+
A-