Doorway to Brasilia

"Doorway to Brasilia” é um livro experimental planejado e impresso na “Falcon Press” em Filadélfia, Pensilvânia, Estados Unidos da América usando o sistema de litografia foto-offset, como forma de arte. 

Da mesma maneira que “Doorway to Portuguese”, publicado em 1957, este livro é o resultado da colaboração e esforço do artista brasileiro Aloisio Magalhães e do artista e impressor americano, Eugene Feldman.

O processo de impressão escolhido, obrigou o emprego contínuo de tonalidades negativas, abandonando-se o clássico sistema quadriculado ou de meio-tons. Estas páginas representam um teste de exposição controlada de placas de offset em alumínio e da capacidade das mesmas, de fixarem outras tonalidades além do preto. Diversas experiências foram realizadas, usando-se placas feitas do mesmo negativo, cada uma com um progressivo aumento de exposição. As placas de tonalidades mais fortes, foram impressas em cores claras; as de tonalidades médias em cinzento e as de tonalidades claras, em preto.

É opinião dos seus planejadores, que este processo só tem limites nas fronteiras da imaginação e talento criadores dos artistas que o escolheram e o desenvolveram.

Brasília, a nova capital do Brasil, foi escolhida como motivo deste livro, pelo que sugere à imaginação — uma cidade pioneira, com formas expressivas e uma vitalidade que é, ao mesmo tempo, atual e eterna.

(FONTE: a publicação)

Identificação
Título
Doorway to Brasilia
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
1959
Número de Páginas
1 vol. não paginado
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Design (Projeto Gráfico)
Impressão (Gráfica Principal)
Forma Física
Largura (cm)
28
Altura (cm)
28
Tiragem
2.000
Tipo de capa
Dura com sobrecapa
Tipo de impressão
Litografia
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Notas de idioma

Edição trilíngue português-inglês-francês.

Assuntos Gerais
URL
Localização do item
Acervo Consultado
A+
A-