Assis Horta : um fotógrafo popular

textos Cleber Soares

Assis Horta é reconhecido como um dos mais importantes fotógrafos da fase inicial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Seu levantamento fotográfico primoroso, feito no final da década de 1930, serviu de base para instruir o processo de tombamento de Diamantina, em 1938, e para que a cidade recebesse, em 1999, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Além do pioneiro trabalho como “fotógrafo do Patrimônio”, Horta também vem ganhando destaque na história da fotografia brasileira graças aos seus retratos de negros e mestiços. Feitos no estúdio Photo Assis, as fotografias, nos moldes dos tradicionais cartes de visite, vêm sendo cada vez mais valorizadas por evidenciarem uma camada da população pouco representada no Brasil até os anos 1940. A divulgação dessas imagens veio contribuir para diminuir a lacuna ainda hoje existente em coleções fotográficas particulares e em acervos nos museus brasileiros, onde fotos sociais de negros, das primeiras décadas do século XX, são raridade.

Foi sob as lentes do fotógrafo mineiro, e graças à Lei da CLT e aos retratos 3x4 exigidos para as carteiras de trabalho, que a partir de 1943, trabalhadores pobres, suas famílias e amigos, realizaram o sonho de serem eternizados em dignos retratos. 

(FONTE: a publicação)



* Versão audiobook desta publicação disponível através deste link.

Identificação
Título
Assis Horta
Subtítulo
um fotógrafo popular
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2021
Número de Páginas
300 p.
ISBN / ISSN
9786588135044
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Projeto Gráfico
Impressão
Forma Física
Largura (cm)
15,5
Altura (cm)
22,5
Tipo de capa
Flexível
Tipo de Papel
Couché 150g/m2 Miolo Pólen 80g/m2 Miolo
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
Acervo Consultado
A+
A-