Capa do livro

Diário 366

concepção Bruno Novaes

(...) No ano bissexto de 2016, Bruno Novaes se propôs a construir um diário à sua maneira, registrando diariamente a data corrente por meio de desenhos, aquarelas, fotografias, colagens, costuras ou intervenções que experimentassem com o formato e o papel. Fugindo da convencional escrita confessional, realizou um exercício poético-simbólico de anotação diurnal por meio de imagens, explorando noções e interpretações ampliadas do diário como ferramenta do conhecimento de si (e, mais tarde, do outro). Ao concluir esse processo, digitalizou todas as páginas produzidas e transformou-as em cartões postais impressos – uma coleção de 366 fichas diferentes. Essa operação configurou-se como uma primeira subversão: o artista converteu seu diário pessoal em algo cuja função primordial é circular abertamente entre pessoas. Mesmo que o postal se preste também à escrita, não estamos mais lidando com uma esfera confidencial, e sim uma dimensão pública – sem envelopes, postais circulam sendo lidos livremente por qualquer um que os manipule. (...) - JULIA LIMA

(FONTE: site do autor)

Identificação
Título
Diário 366
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2021
Número de Páginas
1 vol. não paginado
ISBN / ISSN
9786599446207
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Projeto Gráfico
Impressão
Forma Física
Largura (cm)
16
Altura (cm)
23,5
Tiragem
200
Tipo de capa
Flexível
Tipo de Papel
Cartão 250g/m2 Offset 90g/m2
Tipo de impressão
Laser
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Notas gerais

A publicação acompanha um calendário impresso a laser sobre papel offset 90g, no tamanho 40x80cm, e 6 desenhos em grafite sobre cartão postal (edição especial).

Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
Acervo Consultado
A+
A-