O Ф da fotografia

Em 1979, diante do retrato da mãe falecida, Roland Barthes escreveu os 48 pequenos capítulos de A Câmara Clara (CC) (...). O livro é, simultaneamente, a observância de um luto e a reencenação, no teatro da fotografia, de temas que perseguiu ao longo da obra: o obtuso, o Real, o punctum, o zero, o neutro. Publicado em 1980, jamais deixou de ser discutido, admirado, criticado. Esse debate, no entanto, ao contrário do que aconteceu com a obra de Walter Benjamin, não serviu para alargar seu alcance ou aprofundar seus insights. 

Reduzido a um pequeno número de citações, a multidimensionalidade do texto se perdeu. Esse estudo é resultado de um seminário que, em 2019, procurou reler a CC. Reler de outro modo – não mais em busca dessa ou daquela citação útil e vagamente lembrada, ou do saber consagrado, supostamente aplicável. Reler como um leitor selvagem, precipitado, que se lança à escrita como quem acompanha o movimento da mão sobre a página em branco, a tinta da caneta irrigando cada fibra do papel. (...)

(FONTE: a publicação)

Identificação
Título
O Ф da fotografia
Outro título
O Phi da fotografia
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2021
Número de Páginas
54 p.
ISBN / ISSN
9786500346749
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Texto)
Projeto Gráfico
Forma Física
Largura (cm)
21
Altura (cm)
30
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
A+
A-