Caderno de campo 2

concepção Vânia Medeiros

Caderno de Campo é um processo colaborativo com trabalhadores da construção civil (São Paulo) e profissionais do sexo (Salvador). O trabalho parte de um convite a sete profissionais de cada área a desenharem suas rotinas de trabalho durante um mês em cadernos. Xs participantes desenharam em suas casas – ao final da jornada diária de trabalho – e quatro reuniões presenciais de partilha e discussão dos desenhos foram feitas, uma por semana. Cada colaborador(a) ganhou, por hora de encontro com a artista, o equivalente a sua hora de trabalho (valor baseado em tabela sindical da categoria para construção civil e em entrevistas pessoais com as prostitutas). O primeiro processo foi subsidiado pelo Contracondutas – plataforma que apoiou projetos de arte que discutiram o trabalho análogo ao escravo na construção civil – e culminou em um livro com os desenhos e depoimentos dos participantes, lançado em 2017, com texto de apresentação do arquiteto e pesquisador Pedro Fiori Arantes. Em 2018, o mesmo processo foi realizado com prostitutas de Salvador (BA), com apoio do projeto Mulher Dama, da arquiteta Silvana Olivieri, desenvolvido no MUNCAB (Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira).

(FONTE: site da autora)

Identificação
Título
Caderno de campo 2
Titulo equivalente
Field book 2
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2019
Número de Páginas
152 p.
ISBN / ISSN
9788591348244
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Projeto Gráfico
Impressão
Outros
Forma Física
Largura (cm)
17
Altura (cm)
24
Tipo de capa
Flexível
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Notas de idioma

Edição bilíngue português-inglês.

Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
A+
A-