Capa do livro

A tara por livros ou a tara de papel

A exposição A tara por livros ou a tara de papel não toma como ponto de partida a investigação do livro-objeto, algo que já pôde ser visto em tantas exposições recentes. Mas, espero, ela se apropria da ideia do livro-corpo. Embora não seja uma investigação puramente plástica ou estética, ainda assim, espero que a exposição cobre do visitante a experiência sensual e estética, um pouco hedonista com os objetos de desejo. O livro aqui se confunde com a possessão, o erotismo, a compulsão pelo belo e também como nota de carinho, pois o livro se dá pra quem se quer bem. Nesse sentido, o livro artístico aqui é visto como um fetiche. A exposição celebra o objeto livro pela sua força de sedução. O livro não é apenas objeto ou caixa, invólucro de histórias e sonhos. O livro é uma ideia que se apodera da nossa mente e que, por diversas vezes, a sua perda – um livro que foi emprestado e nunca mais voltou – pode ser tão dolorosa quanto a perda da pessoa amada. 

(FONTE: Galeria Bergamin & Gomide)

Identificação
Título
A tara por livros ou a tara de papel
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2014
Número de Páginas
39 p.
Idioma
Ficha Técnica
Projeto Gráfico
Impressão
Outros
Forma Física
Largura (cm)
15
Altura (cm)
21
Tiragem
1.000
Tipo de capa
Flexível
Tipo de Papel
Offset 90g/m2
Tipo de encadernação
Canoa com costura
Conteúdos
Notas de exposição

Catálogo da exposição homônima realizada na Galeria Bergamin, em São Paulo, de 18 de março a 17 de abril de 2014. 

Notas de idioma

Textos em portugês e inglês.

Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
Acervo Consultado
A+
A-