Olhar vago

A publicação surge de um jogo de palavras entre fotos cotidianas tiradas entre 2015 e 2019 em São Paulo.

Vago de vagar, vago da tradução portuguesa de vazio, vago de desocupado, vago de "vagabond callejero" que vagueia por aí olhando o que está acontecendo. Perdido, mas seletivo; não olhando para nada específico, mas ao mesmo tempo com os olhos atentos. Onde ontem não havia nada, hoje há, ou talvez amanhã. Aqueles que não procuram por nada acabam encontrando surpresas inesperadas.

(FONTE: site da editora - original em espanhol)

Identificação
Título
Olhar vago
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2020
Número de Páginas
1 vol. não paginado
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Forma Física
Largura (cm)
16,5
Altura (cm)
23
Tiragem
150
Tipo de capa
Flexível
Tipo de impressão
Risografia
Tipo de encadernação
Folhas soltas coladas
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
A+
A-