31,10% : das coisas que foram desabitadas

Numa espécie de “spin-off” da lista das coisas que são vistas em isolamento, esse fotozine é uma forma de marcar a passagem da marca de um ano da pandemia da covid-19 no brasil. Usa como ponto de inflexão e referência estética o valor do igp-m acumulado nos últimos 12 meses (tempo coincidente com a pandemia): 31,10%, que é utilizada para reajustar os contratos de aluguéis no país. Com essa superinflação nos reajustes, atrelados ao igp-m em contrato, e a dificuldade de negociação informal, muitos imóveis residenciais foram desabitados e ficaram vazios em toda são paulo, principalmente no centro da cidade (paisagem observada a partir da janela do autor). Um registro de um tempo, mas também uma reflexão do modo como encaramos o habitar. Ou como desabitamos…

(FONTE: site da livraria Lovely House)

Identificação
Título
31,10%
Subtítulo
das coisas que foram desabitadas
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2021
Número de Páginas
1 vol. não paginado
Idioma
Publicação Seriada
Série
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Forma Física
Largura (cm)
14,5
Altura (cm)
20
Tiragem
30
Tipo de capa
Flexível
Tipo de encadernação
Canoa com grampos
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
A+
A-