Capa do livro

Cinema noir : espelho e fotografia

Este livro (...) consiste na análise de determinadas estruturas do texto artístico, tais como o espelho e a fotografia (a partir do congelamento das imagens), em três filmes da estética noir e neo-noir: The Lady from Shangai (A Dama de Shangai, Orson Welles, 1948), Blade Runner (Blade Runner, O Caçador de Andróides, Ridley Scott, 1982), e The Public Eye (A Testemu-nha Ocular, Howard Franklin, 1992). 

Nesses filmes, tanto o espelho como a fotografia constituem a base desse estudo, além das derivações que estão nele implicadas. A representação de espelhos e de superfícies refletoras, ou seja, o espelhismo é recorrente nos filmes noir. Além de remeter a um universo de aparências, onde as certezas desapareceram, estabelece uma polissemia de sentidos. Os reflexos criam fascinações e desdobramentos. 

No congelamento das imagens, esse momento de transmutação, o cinema converte-se em fotografia. É como se o cinema, enquanto sujeito, parasse o movimento, e a partir do impacto desse congelamento especulasse sobre sua própria identidade. 

(FONTE: a publicação)


Identificação
Título
Cinema noir
Subtítulo
espelho e fotografia
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2010
Número de Páginas
140 p.
ISBN / ISSN
9788539100514
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Texto)
Impressão
Forma Física
Largura (cm)
16
Altura (cm)
23
Tipo de capa
Flexível
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
A+
A-