Para poder te olhar

fotografias Yêda Bezerra de Mello

Depois da morte de sua mãe, Dulcinéa, Yêda, a partir de fotografias antigas, encontra um caminho para matar as saudades e fazer um carinho em sua mãe. Um diário de luto em imagens. “Estas fotos não se reduzem a si mesmas; elas se apresentam como fragmentos que, congelados pela objetiva, agora revivem em esplendor para além do álbum familiar. Não há vermes a corroer as páginas amarelecidas de onde foram extraídas. A artista soube como Drummond, em seu poema “Os mortos de sobrecasaca”, impedir que os vermes roessem “o imortal soluço de vida que rebentava/ que rebentava daquelas páginas.” E, assim, a artista, com a suavidade que a caracteriza, com a sensibilidade que a conforma, sabe que é preciso manter viva esta presença de Dulcinéa. Neste diário que se expõe, o luto se faz numa “atividade concreta”, tangível. Pois assim, é preciso para manter-se vivo (e viver) e dar gracias a la vida!”

(FONTE: a autora)

Identificação
Título
Para poder te olhar
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2015
Número de Páginas
64 p.
ISBN / ISSN
9788563055248
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Projeto Gráfico
Impressão
Forma Física
Largura (cm)
21
Altura (cm)
21
Tiragem
1.000
Tipo de capa
Flexível
Tipo de Papel
Couché Fosco 150g/m2 Miolo Pólen Bold 90g/m2 Miolo Triplex 250g/m2 Capa
Conteúdos
Notas de exposição

Publicação lançada no dia da abertura da exposição homônima, realizada na Arte Plural Galeria e inaugurada no dia 07/07/2015.

Assuntos Fotográficos
Referências Externas
URL
A+
A-