59 : retratos de juventude negra brasileira

A juventude negra brasileira está sendo exterminada. Recentes estudos sobre a violência no Brasil, compilados no Mapa da Violência, revelam um número assustador: 59 jovens negros são assassinados todos os dias. (...)

É o que o fotógrafo Edu Simões decidiu mostrar, viajando pelo país para retratar jovens das periferias de diversas cidades, como Belém, Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, dando corpo a esta cruel estatística. Busca, com isso, dar visibilidade a essa intolerável realidade brasileira, herança de uma política de apagamento social, como sublinha a pesquisadora, escritora e ativista Juliana Borges, importante voz no debate contemporâneo e que apresenta em “59” um iluminador texto sobre o contexto histórico da violência contra negros no país. Cristianne Rodrigues, experiente curadora de fotografia, brasileira radicada em Paris, onde realizou diversas exposições como curadora da Maison Européenne de la Photographie (MEP), entre outras instituições francesas, apresenta um surpreendente panorama da representação da população negra na iconografia ao longo de quase duzentos anos, analisando como a contribuição de Edu Simões apresenta esses jovens negros de outra forma: altivos, resistentes, com identidades e subjetividades.

(FONTE: site da editora)

Identificação
Título
59
Subtítulo
retratos de juventude negra brasileira
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2020
Número de Páginas
152 p.
ISBN / ISSN
9786586719376
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Design (Projeto Gráfico)
Impressão (Gráfica Principal)
Forma Física
Largura (cm)
17
Altura (cm)
24
Tipo de capa
Flexível
Tipo de Papel
Munken Lynx Rough 120g/m2
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
URL
A+
A-