Capa do livro

Quando a pele incendeia a memória : nasce um fotógrafo no sertão do século XIX

Este livro apresenta o trabalho do potiguar José Ezelino da Costa, pioneiro no registro da identidade social da cultura da região do Seridó. José Ezelino imortalizou imagens de parentes e amigos, além do cotidiano da sociedade da sua época. Foi um homem negro, brasileiro, nascido em 1889, no sertão do Rio Grande do Norte, no sítio Umbuzeiro, nos arredores de Caicó, uma cidade de sociedade predominantemente branca. Fotógrafo e músico, tocava instrumentos de sopro e tinha paixão pelo jazz e pela música sacra. Filho de uma ex-escrava, foi o primeiro fotógrafo negro do sertão do Seridó.

(FONTE: a editora)

Identificação
Título
Quando a pele incendeia a memória
Subtítulo
nasce um fotógrafo no sertão do século XIX
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2017
Número de Páginas
144 p.
ISBN / ISSN
9788542507249
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Design (Projeto Gráfico)
Forma Física
Largura (cm)
21
Altura (cm)
26
Tipo de capa
Flexível
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
URL
A+
A-