A INAUGURAÇÃO PRECOCE

Alexandre Belém
4 mai 2020

A festa de inauguração de Brasília foi grande e grandiosa. Começou no dia 20 de abril de 1960 e acabou três dias depois. Teve de tudo: baile (para três mil pessoas, embaixadores, etc), missa campal (o badalar foi do mesmo sino que tocou na morte de Tiradentes, em 1792), queima de fogos, Esquadrilha da Fumaça e Juscelino Kubitschek (1902-1976) com as chaves da cidade, a nova capital federal.

Segundo relatam reportagens da época, o ponto alto da festa foi a apresentação de uma orquestra composta por músicos de sinfônicas do Brasil inteiro e vários corais. Foram mais de 500 integrantes tentando, harmoniosamente, executar o Choro nº 10 de Heitor Villa-Lobos (1887-1959). Tudo sob a batuta e direção do grande maestro Eleazar de Carvalho (1912-1996). Acima, a página da edição especial da revista Manchete de 21 de abril de 1960, com fotos desta apresentação (sem indicação de autoria).